July 23, 2018

Ao proferir discurso na Casa da Cidadania, na manhã desta segunda-feira (17), o vereador Marcos Lima (PRP) se colocou a favor do aproveitamento de 100% dos trabalhadores que atuam hoje nas empresas do transporte coletivo urbano de Feira de Santana.

“70% de aproveitamento é pouco, temos que ter a garantia de contratação de 100%. Vamos nos colocar positivamente na tese de 100% de contratação, pois os rodoviários não podem pagar pelos erros das empresas; a população não pode pagar pelos erros das empresas”, afirmou.

Para o edil, a população de Feira de Santana está insatisfeita com o transporte que atualmente é oferecido. “O povo de Feira não quer mais essas empresas, digo com propriedade, porque vejo a comunidade reclamando. A licitação é sim necessária, mas com coerência, para não prejudicar os trabalhadores”, disse.

Marcos Lima sugeriu que fosse feita uma busca para identificar os ônibus que já estão quitados, a fim de que possam ser vendidos para pagar dívidas trabalhistas. “Devem fazer uma busca junto ao DETRAN, para ver os ônibus que estão quitados, para que possam ser usados para pagar os trabalhadores, pois o patrimônio não pertence mais às empresas, e sim aos trabalhadores”, ressaltou.

Em aparte, o vereador Alberto Nery (PT) informou que já buscou essas informações. “Já levantamos, e 90% dos veículos de Feira são quitados. E tem cerca de 100 ônibus tão velhos, que se vender dá no máximo R$10 mil cada um, o que não paga nem as férias vencidas do pessoal”, destacou o petista.

O vereador Marcos Lima lembrou que as empresas não podem ir embora com o término do contrato, deixando os trabalhadores sem a garantia dos seus direitos trabalhistas. “Não vamos permitir que essas empresas saiam daqui assim. É preciso verificar o patrimônio, áreas, terrenos, galpões, o que tiver que seja penhorado para pagar aos trabalhadores. As suas lutas diárias, acordando cedo e esse serviço ser jogado fora de qualquer jeito”, pontuou.

Download PDF

Redação

Comentários estão fechados.