Edvaldo Lima protocola uma ação civil pública contra o Governo do Estado

Ao discursar na tribuna da Casa da Cidadania, durante a última sessão ordinária que antecede o recesso parlamentar, realizada nesta terça-feira (30), o vereador Edvaldo Lima (MDB) comunicou o encaminhamento de uma ação civil pública contra o governador da Bahia - Rui Costa (PT) - e o secretário da Saúde do Estado da Bahia - Fábio Vilas-Boas - por terem permitido a realização do Carnaval 2020 em meio à disseminação da Covid-19 por diversos países.

O vereador se mostrou completamente indignado com o crescente número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus e culpabilizou o Governo do Estado pela propagação da doença durante a realização do Carnaval de Salvador 2020. Neste sentido, Edvaldo Lima informou ter protocolado, na manhã de hoje, junto ao Ministério Público, uma ação civil pública para responsabilizar o Governo do Estado pela disseminação da doença.

E justificou: “no dia 04 de fevereiro o Ministério Público declarou a situação de emergência, orientando todos os governadores, inclusive o da Bahia, sobre a preocupação com a Covid-19. No dia 12 de fevereiro, este vereador fez um encaminhamento ao Ministério Público solicitando o cancelamento do Carnaval 2020, do qual, o governador da Bahia, juntamente com o secretário de Saúde tiveram conhecimento, mas, não tomaram nenhuma providência. Por isso, protocolei essa ação civil pública para que o Governador, Rui Costa, e o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, possam ser responsabilizados por todas as famílias que perderam seus entes queridos e que elas sejam indenizadas pela irresponsabilidade do governador e do secretário”, reivindicou o edil.







Compartilhe

Mais Notícias