Gerusa Sampaio diz que a pandemia é um “freio de arrumação” para a humanidade

Um período de grande reflexão para a humanidade. Assim a vereadora Gerusa Sampaio definiu o primeiro semestre de 2020, o que mudou completamente o modo de viver das pessoas e até mesmo a forma de fazer política. A pandemia do novo coronavírus, segundo ela, deu um verdadeiro “freio de arrumação” e apesar de algumas conquistas, muitos projetos foram inviabilizados.

“Eu nunca pensei em vivermos um momento como esse, muito reticente, e confesso que me preocupei muito pouco em fazer política”, observou a vereadora, acrescentando que vem tentando exercitar a minha própria resiliência e ser cada vez mais solidária. Com o próximo. No balanço, ela contabilizou muitas vidas ceifadas, lojas fechando, profissionais querendo trabalhar. “Só nos resta pedir a Deus misericórdia e que possamos aprender o que Ele está tentando ensinar, com sabedoria”, afirmou, alertando que “esse vírus não é maior que nossa fé”

Diante da necessidade de resignificar a vida, Gerusa Sampaio não perde a esperança de dias melhores e comemorou a aprovação da lei que assegura prioridade de atendimento a crianças com autismo por especialistas da área de saúde, a exemplo de neuropediatra e fonoaudiólogo. “Foi uma conquista da casa”, avaliou a vereadora, que se destacou na defesa das mulheres em situação de violência. “A mulher não precisa apenas ser empoderada, mas valorizada e respeitada”, frisou.

Gerusa Sampaio lamentou que muitos projetos tenham sido sacrificados pela necessidade de destinar as verbas impositivas para a Saúde e a Ação Social, por conta da pandemia – ela direcionou R$250 mil. Entre os projetos, que ela chamou de

sonhos, estavam uma padaria na comunidade da Conder, cobertura de uma feirinha no bairro Aviário, ambulância oara animais e atendimento itinerante à mulher em situação de violência.

Confessando estar “muito triste” por não levar essas ideias adiante, a vereadora disse que queria ter uma “receita mágica” para mudar esse cenário e defendeu que o momento vai passar e todos sairão dessa crise melhores, fortalecidos. “É preciso ter força para não perder a fé e lembrar sempre que só o amor transforme e fortalece”, destacou.

Compartilhe

Mais Notícias