Vereadores sugerem desapropriar Mater Dei para futuro Hospital Municipal

As antigas instalações da Mater Dei (maternidade que funcionou por muitos anos na avenida João Durval), onde está implantado provisoriamente o Hospital de Campanha para atendimento a pacientes graves da Covid-19, devem ser aproveitadas, pelo futuro prefeito de Feira de Santana, para construção do Hospital Municipal - unidade de atendimento emergencial que tornou-se compromisso feito com os eleitores pelos dois candidatos que estarão neste domingo disputando o Governo.  A proposta foi feita na Câmara pelos vereadores Edvaldo Lima (MDB) e Cadmiel Pereira (DEM), em indicação ao atual prefeito, Colbert Martins Filho (MDB). Ambos também defendem a criação de subprefeituras nos distritos, motivo de indicação ao atual gestor e  compromisso igualmente assumido pelos  dois candidatos. A estrutura administrativa independente na zona rural é importante "para que a população não tenha que se deslocar para a sede em busca de troca de lâmpadas ou patrolamento de vias de acesso", diz Edvaldo. Por sua vez, Cadmiel informa que no dia 18 de maio de 2020 encaminhou indicação ao Gabinete do Prefeito propondo a desapropriação da Mater Dei, onde atualmente funciona o Hospital de Campanha para Covid-19, para que o local seja futuramente transformado em um Hospital Municipal. "Fico feliz que a implantação desta unidade seja uma das propostas do atual prefeito para o próximo mandato", disse ele.


Compartilhe

Mais Notícias