Profissionais reivindicam aumento do limite em sonorização de eventos no município

Os profissionais de sonoplastia em atividade em Feira de Santana estão reivindicando da Prefeitura que aumente o limite estabelecido para a sonorização de eventos no município. O assunto foi apresentado na Câmara, esta semana, pelo vereador Galeguinho SPA (PSB). Músico e representante da categoria no Poder Legislativo, ele esteve reunido com os sonoplastas recentemente e recebeu esta "missão", de buscar o debate com os órgãos responsáveis, em busca de um entendimento. Em discurso na Casa da Cidadania, Galeguinho sugeriu a realização de uma audiência pública para o debate do tema.  "Precisamos encontrar um caminho  para que esta categoria não seja ainda mais prejudicada e perseguida", diz o vereador, levando em conta a crise que já se abate sobre os sonoplastas em razão das restrições causadas pela pandemia de coronavírus. De acordo como vereador, estes profissionais  sobrevivem 100% do uso de seus equipamentos de som e necessitam de uma atenção, para que possam trabalhar de maneira tranquila e em consonância com a legislação. Galeguinho diz que, com os limites em vigência, até mesmo  "a nossa própria conversa" ultrapassa o limite medido pelo decibelímetro. Segundo ele, os sonoplastas estão sofrendo com a postura do poder público (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais). Defende que haja bom senso e "um olhar mais carinhoso" com estes profissionais porque "eles precisam sobreviver". Galeguinho se reuniu ontem (18) com o secretário José Carneiro, de Meio Ambiente, e alguns sonoplastas para discutir o assunto.


Compartilhe

Mais Notícias