Vereadora censura regionalização da Casa Abrigo

A violência contra a mulher foi, novamente, abordada pela vereadora Gerusa Sampaio (DEM), durante a sessão ordinária desta terça-feira,13, na Câmara Municipal de Feira de Santana. A democrata censurou o projeto do Governo do Estado de regionalizar a Casa Abrigo.

Para a vereadora, o sistema de regulação torna-se inábil pela demora em prestar auxílio para as vítimas. “A Casa Abrigo da Mulher só existe em três municípios do estado. Em Feira de Santana, Juazeiro e Itabuna – e funciona quando a mulher precisa ser afastada do convívio com o agressor. Se seguirmos a regulação a mulher teria que passar pela DEAM, pelo Centro de Referência. É injusto fazer a mulher que foi agredida ter que esperar tanto tempo para ser atendida”, protestou.

Gerusa ainda informou que se reunirá com o secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Pablo Roberto, para estudar a possibilidade de acelerar o atendimento das mulheres em situação de vulnerabilidade.

Ela também assegurou que buscará emendas parlamentares com a deputada federal Dayane Pimentel, na busca da instalação para uma Casa de Acolhimento para Mulheres no município.

Compartilhe

Mais Notícias