Roberto Tourinho reivindica piso salarial dos intérpretes de Libras

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (13), o vereador Roberto Tourinho (PV) discorreu sobre a remuneração dos tradutores e intérpretes de 

Língua Brasileira de Sinais (Libras) que trabalham no município.

O parlamentar lembrou que a Casa aprovou o Projeto de Lei de nº 054/2019, de sua autoria, que assegura a presença do intérprete de Libras nas reuniões do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência. Segundo Tourinho, nestes eventos, foram debatidas questões salariais e trabalhistas.

De acordo com o ele, existem cerca de 20 profissionais contratados pela Prefeitura Municipal que estão presentes em salas de aulas e não recebem o valor equivalente ao piso salarial, conforme o estabelecido na Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores e Intérpretes e Guia-Intérpretes de Língua de Sinais (Febrapils).

“O piso determina o valor de R$ 1.680,00 por 20 horas semanais, enquanto a Prefeitura de Feira de Santana só paga o valor de R$ 998,00. Além disso, esses profissionais também reivindicam que seja concedida a remuneração referente a atividade de classe, reserva de carga horária e a realização de concurso público para que os profissionais temporários sejam efetivados”, destacou o edil.


Compartilhe

Mais Notícias